As mensagens que tenho recebido são lições de Amor e Humildade recebidas com respeito e fé como é ensinado na Doutrina Espirita. São apelos constantes à nossa consciência para que todos os dias façamos o nosso melhor, certos de que colheremos o que hoje plantarmos...
Cada um de nós é responsável pelo rumo da sua própria vida, no entanto, nunca estamos sozinhos, nossos Guias / Anjos da Guarda são queridos Amigos, Companheiros e Irmãos mais velhos a zelar por nós, sem nunca esquecer que o primeiro passo tem de ser o nosso...

Sou grata a Todos os que tocam a minha Vida, com todos aprendo... sejam eles que Quem forem... estejam eles Onde estiverem...
Consciente da minha pequenez, partilho-as convosco...

Este blog é uma produção independente, começou no final de 2014 e inclui também as mensagens recebidas desde 2007 por psicografia e psicodigitação desde Maio 2016 na AELA / Setúbal / Portugal - www.aela.pt / Facebook: AELA - Associação Espirita Luz e Amor.


12 de outubro de 2016

Testemunho: "Gata Borralheira" - 29.09.2016

Ultima psicodigitação da sessão - recebido na AELA


De princesa passei a gata borralheira, aprendi a ser humilde. Resultado de imagem para gata borralheira

Chorei muito, durante muito tempo, maldisse a Deus, aos anjos e aos santos pela minha desgraça…  hoje, depois de ouvir o que já ouvi… acho que só tenho a agradecer ter sido uma pobreta… fez-me bem, foi o melhor que me aconteceu…  cheguei aqui ainda com raiva… desgostosa e triste… porque tinha tido uma vida assim… quando era menina, filha de pais ricos, não fazia mal a ninguém, era muito jovem…  se crescesse assim, teria sido boa menina do mesmo modo?  Não sei… se calhar não… é…. se calhar não…  os meus pais eram senhores, nada dados ao cuidado com os pedintes… respondiam-lhes sempre: “trabalhem!”  as primeiras vezes que ouvi isto, não entendi…era criança e pensava:” são doentes ou são velhos, como podem trabalhar?!” – mas enfim, com o tempo crescendo dentro desta atitude de desinteresse pelos demais.  Foi preciso ficar sozinha e pobre para dar valor às mais pequenas coisas…  Como a vida é curiosa, tornei-me naqueles que aprendi a ignorar… foi uma grande reviravolta…  ao chegar aqui… entendi… eu precisava sentir o que se sente quando somos desprezados… só assim se dá verdadeiro valor, ao calor do sol, a quem nos oferece a mão para nos ajudar a levantar…  foi isso que encontrei aqui… não consigo deixar de pensar nisto… que reviravoltas dá vida, é a balança da justiça de Deus… entendi!...
Parto envergonhada por não ter sabido ser melhor pessoa,  mas serei um dia! Tenho de ser!
Gerta J.
                  Nota: Segue para o seu plano espiritual acompanhada por duas irmãs espirituais  
                             colaboradoras dos trabalhos.