As mensagens que tenho recebido são lições de Amor e Humildade recebidas com respeito e fé como é ensinado na Doutrina Espirita. São apelos constantes à nossa consciência para que todos os dias façamos o nosso melhor, certos de que colheremos o que hoje plantarmos...
Cada um de nós é responsável pelo rumo da sua própria vida, no entanto, nunca estamos sozinhos, nossos Guias / Anjos da Guarda são queridos Amigos, Companheiros e Irmãos mais velhos a zelar por nós, sem nunca esquecer que o primeiro passo tem de ser o nosso...

Sou grata a Todos os que tocam a minha Vida, com todos aprendo... sejam eles que Quem forem... estejam eles Onde estiverem...
Consciente da minha pequenez, partilho-as convosco...

Este blog é uma produção independente, começou no final de 2014 e inclui também as mensagens recebidas desde 2007 por psicografia e psicodigitação desde Maio 2016 na AELA / Setúbal / Portugal - www.aela.pt / Facebook: AELA - Associação Espirita Luz e Amor.


23 de novembro de 2014

Criança procura mãe 25.01.2007.
















Recebida a 25.01.2007 - publicado www.aela.pt 01.02.2007



 Caso: Menina de 6/8 anos presumivelmente, ou talvez menos.

 A mãe? Onde está a mãe? A mãe? Não a encontro? E o pai? Já não tenho o meu vestido. E a cadelinha. Não a encontro. Mãe! Mãe! Sou a C.....  Mãe.  

Obs: aqui a médium tenta falar com ela mentalmente 

 Eu queria a mamã, tão tantas pessoas aqui e a mamã?  Onde está a mamã? Onde está!  Tenho frio quero colinho mãe.  Tu não és a minha mamã, mas também és mamã, eu sei. Não me podes dar colinho, dar babinho! Tou a chorar, não me vez mamã.

 Obs: Foi dada indicação do fim dos trabalhos e esperou-se pelo termo do que estava em curso)

 Posso ir contigo para casa, para a tua casa, não faço asneiras, não quero estar sozinha, tenho medo do escuro, posso encostar-me a ti, tenho frio, estou quase despida.  Acho que caí do barco nas férias, nunca mais vi a mamã nem o papá! Nunca me assoas o nariz mamã! Vou contigo também!

 Obs: Nessa mesma noite a médium diz que sentiu frio no peito, não sabendo se apenas foi o seu inconsciente pela emoção.

 Obs: Voltou a comunicar-se na semana seguinte

 Mamã vim contigo, posso ficar contigo? Dás-me colinho mamã? Tenho tanto frio mamã, dá-me colinho mamã, onde estás mamã, já não gostas de mim mamã, porque já não me pegas ao colinho mamã, sinto tanto a tua falta mamã, quero ir contigo para casa contigo, dormir contigo mamã e com o papá, porque não me vem buscar, estou tão sozinha mamã, posso ir contigo para a tua casa mamã, mamã responde, onde estás mamã, responde mamã, ando sempre contigo e nunca me respondes, nunca me dás colinho a mim mamã, sei que não és bem a minha mãe, mas só tu me dás atenção, os outros não me veêm. Há mais meninos aqui, mas não querem brincar comigo mamã, tenho frio mamã, dá-me colinho mamã. Tenho medo, tenho medo, tenho medo mamã, não me deixes mamã

  Obs: Porque junto à médium psicógrafa encontra-se um médium de incorporação com doutrinador ao lado começa-se a processar a transferência da criança para ser doutrinada e encaminhada. Ainda escreve). 

 Não te quero deixar mamã, tu és a minha mamã, mamã tenho medo, não os conheço mamã, mamã não te quero deixar 

  Obs: O doutrinador começou a falar com ela dando-lhe explicações … e diz-lhe que está ali alguém para a levar, estão também ali meninos que querem brincar com ela e que lhe estendem as mãos….)

Tá bem eu vou, não te esqueças de mim mamã.

 .