As mensagens que tenho recebido são lições de Amor e Humildade recebidas com respeito e fé como é ensinado na Doutrina Espirita. São apelos constantes à nossa consciência para que todos os dias façamos o nosso melhor, certos de que colheremos o que hoje plantarmos...
Cada um de nós é responsável pelo rumo da sua própria vida, no entanto, nunca estamos sozinhos, nossos Guias / Anjos da Guarda são queridos Amigos, Companheiros e Irmãos mais velhos a zelar por nós, sem nunca esquecer que o primeiro passo tem de ser o nosso...

Sou grata a Todos os que tocam a minha Vida, com todos aprendo... sejam eles que Quem forem... estejam eles Onde estiverem...
Consciente da minha pequenez, partilho-as convosco...

Este blog é uma produção independente, começou no final de 2014 e inclui também as mensagens recebidas desde 2007 por psicografia e psicodigitação desde Maio 2016 na AELA / Setúbal / Portugal - www.aela.pt / Facebook: AELA - Associação Espirita Luz e Amor.


21 de outubro de 2016

Jovem morre com 22 anos arrependida - 20.10.2016

Psicodigitação recebida na AELA a 20.10.2016

Se ando pela estrada e tropeço, choro!
Se troveja, choro!
Se o vento é poeirento, choro!
Se me dirigem a palavra, choro!
Se me ignoram, choro!
Se tenho fome, choro!
Se tenho sede, choro!
Se tenho sono, choro! 

Era assim que eu vivia, só era “feliz” se me servissem, não “mexia um dedo” fosse para o que fosse! Mas como raio se espera viver assim?  É isto viver?  Não creio!!!


Queridos pais! Deram-me tudo! Sacrificaram a sua vida em meu favor… e que aprendi eu? Nada! Tornei-me arrogante, prepotente e verdadeiramente ingrata! Um adulto com menos sensibilidade do que uma criancinha! Como se pode emburrecer assim?

Agora com emoção, reconheço o amor de meus queridos pais por mim… era criança de saúde frágil, mas isso não era desculpa para que eu me acomodasse! Via o sacrifício de meus pais e não me importei… cada vez mais exigia!!!  Podia ter ajudado, contribuído para a harmonia da família… 

Resultado de imagem para morri jovemQueridos pais, vosso amor cegou-me… não me deixou sentir a necessidade de lutar pelo que eu queria, pelo que eu deveria de ser – uma filha grata pelo cuidado e amor recebido…   Quem não tem dentro de si a caridade e respeito em quantidade, deve de aprendê-lo e desenvolvê-lo em si mesmo.  Eu sabia que estava a abusar… e continuei friamente… sem escrúpulo, sem o menor respeito pelo sentimento de meus pais… 

Sabem o que ganhei, muito karma para pagar!  Não aprendi nada do que devia, fechei-me no meu egoísmo e aproveitando-me da minha fraca condição física, abusei de quem me queria bem… maior é a minha divida…  

Pedi para deixar o meu testemunho de menina mimada. Deixei a vida com 22 anos.  Apelo aos pais que lerem estas palavras, amem sempre os vossos filhos, mas eduquem-nos, façam os vossos filhos entenderem a importância de serem responsáveis e de se esforçarem sempre por fazer o seu melhor, seja em que circunstancia for.  Não ajuda ser amado da forma que eu fui… permitiram que eu abusasse por ter condição frágil… poderia não conseguir carregar com um saco de batatas, mas podia carregar uma batata!  Poderia não ser capaz de lavar a roupa, mas podia aprender a dizer obrigada à minha mãe, ou dar-lhe um beijo quando me dava banho e vestia. Poderia não conseguir cozinhar, mas podia sorrir a meu pai querido quando me trazia a sopa e ma dava com carinho á boca…

A condição física não é desculpa para omissões ou prepotências… é no nosso coração que está a força…

Parti com 22 anos, por Deus ter piedade de meus pais, teria mais para viver, mas não o mereci… poderia ter fortalecido o meu corpo mas não o mereci… 

Agradeço a Deus estar de volta, mais rapidamente irei recomeçar a minha reencarnação.  Temo o que me espera, mas mereço-o e quero acreditar que aprendi a lição… 

                Segue amparada por duas jovens irmãs espirituais. Vai encontrar-se com
                familiares seus (avós?) na Pátria espiritual e recomeçar a sua edução para
                reencarnar consciente do quanto ainda tem para aprender…