As mensagens que tenho recebido são lições de Amor e Humildade recebidas com respeito e fé como é ensinado na Doutrina Espirita. São apelos constantes à nossa consciência para que todos os dias façamos o nosso melhor, certos de que colheremos o que hoje plantarmos...
Cada um de nós é responsável pelo rumo da sua própria vida, no entanto, nunca estamos sozinhos, nossos Guias / Anjos da Guarda são queridos Amigos, Companheiros e Irmãos mais velhos a zelar por nós, sem nunca esquecer que o primeiro passo tem de ser o nosso...

Sou grata a Todos os que tocam a minha Vida, com todos aprendo... sejam eles que Quem forem... estejam eles Onde estiverem...
Consciente da minha pequenez, partilho-as convosco...

Este blog é uma produção independente, começou no final de 2014 e inclui também as mensagens recebidas desde 2007 por psicografia e psicodigitação desde Maio 2016 na AELA / Setúbal / Portugal - www.aela.pt / Facebook: AELA - Associação Espirita Luz e Amor.


23 de outubro de 2016

Evangelho do Lar / Frei Bernardo - "Instrumentos de vida" - 18.08.2012

 Psicografia recebida depois do Evangelho no lar na nossa casa em 18.08.2012

Bernardo
Com um abraço fraterno te saúdo!
Resultado de imagem para instrumentos
Os ciclos da vida são aprendizagens que se complementam. Para iniciar nova etapa são necessários conhecimentos que apenas só podemos adquirir com a vida do dia-a-dia.

Cada um de nós tem um passado que produz influência no nosso dia de hoje. Somos de certa forma condicionados por aquilo que já fomos. Porém, é na força do querer progredir e ser melhor, que está o nosso mérito.
Ao virmos à terra “esquecemos” muito do que somos, no entanto nossos pendores e tendências  continuam presentes em nós e logo desde a infância se começam a manifestar.
É necessário termos esta consciência tal com muito amor no coração para conseguirmos crescer e ajudar a crescer aqueles que ao nosso lado estão – desde o filho (irmão a nosso cargo), até ao viajante encarnado ou desencarnado que connosco se cruza.

Acolhei sempre novas provas como sendo os instrumentos de mais um ciclo de vida.
Com um abraço me despeço.