As mensagens que tenho recebido são lições de Amor e Humildade recebidas com respeito e fé como é ensinado na Doutrina Espirita. São apelos constantes à nossa consciência para que todos os dias façamos o nosso melhor, certos de que colheremos o que hoje plantarmos...
Cada um de nós é responsável pelo rumo da sua própria vida, no entanto, nunca estamos sozinhos, nossos Guias / Anjos da Guarda são queridos Amigos, Companheiros e Irmãos mais velhos a zelar por nós, sem nunca esquecer que o primeiro passo tem de ser o nosso...

Sou grata a Todos os que tocam a minha Vida, com todos aprendo... sejam eles que Quem forem... estejam eles Onde estiverem...
Consciente da minha pequenez, partilho-as convosco...

Este blog é uma produção independente, começou no final de 2014 e inclui também as mensagens recebidas desde 2007 por psicografia e psicodigitação desde Maio 2016 na AELA / Setúbal / Portugal - www.aela.pt / Facebook: AELA - Associação Espirita Luz e Amor.


Conselho Prático

31 de outubro de 2016

Testemunho de arrependimento: "Minhas coisas..." - 27.10.2016

Odeio quando mexem nas minhas coisas, principalmente quando sei que entraram no meu face e nos meus e-mails sem a minha autorização.:

Psicodigitação recebida na Aela  na sessão de 27.10.2016

Se tive amigos? Não sei… acho que não… eram amigos das minhas coisas…  “minhas coisas”   se fossem minhas tinha-as trazido comigo!!!   Meu o quê? Não trouxe nada daí, da minha vida… nem o corpo!  É que nem posso crer!  Até parece que são as coisas que nos fazem!!! É que é mesmo uma loucura!!!  Depois fechamos os olhos e nem o corpo trazemos! Ora do que é que valeu a pena, brigar, gritar e apropriar-se – melhor dito: adquirir coisas e loisas...  NADA!  Não valeu de nada! 
Pois é a triste conclusão a que chego… perdi a minha vida á procura de coisas… terrenos, casas, joias, dinheiro… se me deram felicidade? Deram-me a ilusão da felicidade durante algum tempo…. Porque no fundo… o vazio que sempre senti, continuei a sentir…  só agora o entendo…  é o amor entre tudo e todos que nos satisfaz verdadeiramente…   

É com lagrimas que o digo, agora entendo o que é ser feliz! 

É dar, repartir, sentir a outra alma a vibrar em amor… em partilha, em comunhão connosco mesmos, quase como se nos tornássemos um só!  O que eu quero de Bem, é bom para os outros e para mim ao mesmo tempo! Foi isto que eu nunca soube entender na minha vida… seria mais eu, depois eu e ainda depois eu…

E agora chego aqui, recebem-me de braços abertos, não me questionam e ainda me acalmam dizendo que tudo terá solução e será entendido!!!

Somos um grupo considerável de miseráveis nestas mesmas condições!  Vamos seguir juntos para um campo de formação – tipo escola.

Acho eu, ainda vou chorar muito… vou ver tudo o que perdi, todas as oportunidade de ser gente com coração que desperdicei…  neste momento sou um nada…

Chegou  a hora, vamos seguir. Talvez um dia possa vir aqui trabalhar também.

Pedro, Porto