As mensagens que tenho recebido são lições de Amor e Humildade recebidas com respeito e fé como é ensinado na Doutrina Espirita. São apelos constantes à nossa consciência para que todos os dias façamos o nosso melhor, certos de que colheremos o que hoje plantarmos...
Cada um de nós é responsável pelo rumo da sua própria vida, no entanto, nunca estamos sozinhos, nossos Guias / Anjos da Guarda são queridos Amigos, Companheiros e Irmãos mais velhos a zelar por nós, sem nunca esquecer que o primeiro passo tem de ser o nosso...

Sou grata a Todos os que tocam a minha Vida, com todos aprendo... sejam eles que Quem forem... estejam eles Onde estiverem...
Consciente da minha pequenez, partilho-as convosco...

Este blog é uma produção independente, começou no final de 2014 e inclui também as mensagens recebidas desde 2007 por psicografia e psicodigitação desde Maio 2016 na AELA / Setúbal / Portugal - www.aela.pt / Facebook: AELA - Associação Espirita Luz e Amor.


Conselho Prático

14 de maio de 2016

Evangelho no Lar / Bernardo - "Caridade Fraterna, um bálsamo" - 14.05.2016

Recebido depois da Oração Evangelho no Lar.

Bernardo

Com um abraço fraterno vos saúdo.

A Caridade Fraterna é balsamo para muitas feridas do corpo e da alma, mas não só daqueles a quem estendemos a mão,  muitas das nossas dores se apaziguam neste processo de auxilio.

Quantas vezes tomamos noção que a dimensão do nosso problema é bem pequeno comparado com verdadeiras situações - do ponto de vista da vida na Terra - bem mais dolorosas, como um filho paraplégico, um pai cego, uma mãe em situação de loucura...
Só nestas situações tomamos consciência das muitas Bençãos que recebemos diariamente e das quais não nos apercebemos: o pão na mesa, a cama limpa, um tecto para o dia de chuva, a saúde da familia...

Sempre que entremos em estado de desânimo, olhemos à nossa volta... tantos outros sofrem muito mais...  colaboremos pois, no auxilio fraterno a todos quantos no for possivel. A Vida é uma roda constante, hoje somos o Senhor, amanhã poderemos ser o mendigo...  e nunca sabemos, se aquele pedinte que hoje está à nossa porta, não será aquele nosso filho querido que agora regressa para nova prova na Terra. Recordai-vos, a vida continua...

Com um abraço fraterno me despeço.