As mensagens que tenho recebido são lições de Amor e Humildade recebidas com respeito e fé como é ensinado na Doutrina Espirita. São apelos constantes à nossa consciência para que todos os dias façamos o nosso melhor, certos de que colheremos o que hoje plantarmos...
Cada um de nós é responsável pelo rumo da sua própria vida, no entanto, nunca estamos sozinhos, nossos Guias / Anjos da Guarda são queridos Amigos, Companheiros e Irmãos mais velhos a zelar por nós, sem nunca esquecer que o primeiro passo tem de ser o nosso...

Sou grata a Todos os que tocam a minha Vida, com todos aprendo... sejam eles que Quem forem... estejam eles Onde estiverem...
Consciente da minha pequenez, partilho-as convosco...

Este blog é uma produção independente, começou no final de 2014 e inclui também as mensagens recebidas desde 2007 por psicografia e psicodigitação desde Maio 2016 na AELA / Setúbal / Portugal - www.aela.pt / Facebook: AELA - Associação Espirita Luz e Amor.


13 de maio de 2016

De um Arrependido - "Com esperança" - 12.05.2016

Psicodigitação recebido na AELA


Que fiz eu da minha vida? Que fiz eu da minha vida? Procurei no ouro a garantia da paz, quis comprar o meu descanso e o direito ao paraiso… esqueci que nada aqui é de ouro… deste lado da vida, o que brilha é o Amor Verdadeiro, a luz que irradia de todas as fontes ligadas a Deus… nem ouro nem diamantes, nada do que é material nos segue… como pude eu ter tamanhas ilusões!! Porque achei que o ouro compraria a minha salvação?


Na Terra fui rei e senhor, agora, nada sou… nada… nem o chão que piso mereço… vejo tantas almas, tantos Irmãos verdadeiramente dedicados ao Serviço da ajuda fraterna na mais completa simplicidade e doação de carinho que me comovo só de ver… como poderia eu imaginar que se poderia viver assim… e muito mais feliz… vejo suas faces, calmas, tranquilas… não há gritos, não há más palavras… não se sentem más intenções… vibra-se em harmonia… verdadeiramente sente-se o ar mais leve… é uma inspiração para muitos como eu que apenas conhecíamos a vida material e o viver egoísta… Não sei o que dizer perante esta realidade de paz… foi-me permitido ver o lado amoroso da vida, contudo ainda não tenho o direito de aí viver… mas saber que existe algo melhor do que alguma vez sonhei, dá-me coragem para tentar, eu tenho de recuperar o tempo perdido, ainda que tenha de regressar á Terra em condição de miséria, sei que, o saber que o amor verdadeiro e desinteressado existe, fáz-me valer a pena tudo o que tiver de passar… talvez a minha vida possa inspirar alguém… talvez alguém já tenha sentido o mesmo… Meu Deus, chamo por Deus! Nunca o iria supor! Nunca na Terra o fiz! Tal era a minha presunção de superioridade … quanta ilusão… meu Deus… a Seus pés me ajoelho e peço perdão por tanta ingratidão… como sou pequenino… Foi preciso ver para crer que o Paraíso existe… para ter coragem e fé na Vida… Não tenho ainda direito a essa Benção, mas tudo farei para a alcançar um dia! Misericórdia meu Deus, eu não sabia… eu não sabia… eu não sei como o pude esquecer… as almas continuam a viver… como o pude esquecer…

Testemunhei a Luz! E a ela um dia voltarei! Uma vida eu voltarei a sentir este Amor… voltarei… estou pronto para recomeçar!... Como eu, muitos mais existem aqui e noutros lados… esta noite muitos de nós seguirão para outros pontos de aprendizagem… postos de socorro… não regressamos já á Terra… vamo-nos preparar e mentalizar primeiro para as novas vidas, para as novas experiências… tendo sido egoístas… não nos esperam dia fáceis… teremos de aprender a ser gratos… Mas recordar aquela Paz, querer voltar para ela, vai dar-me coragem…

Sou grato, GRATO por ter podido testemunhar aquele Amor fraterno que existe, para ele quero voltar um dia! Misericórdia, Deus Pai! Piedade! Sou um filho ingrato, somos filhos ingratos! Perdão…


Até um dia, em Paz!

João Pedro
Toronto