As mensagens que tenho recebido são lições de Amor e Humildade recebidas com respeito e fé como é ensinado na Doutrina Espirita. São apelos constantes à nossa consciência para que todos os dias façamos o nosso melhor, certos de que colheremos o que hoje plantarmos...
Cada um de nós é responsável pelo rumo da sua própria vida, no entanto, nunca estamos sozinhos, nossos Guias / Anjos da Guarda são queridos Amigos, Companheiros e Irmãos mais velhos a zelar por nós, sem nunca esquecer que o primeiro passo tem de ser o nosso...

Sou grata a Todos os que tocam a minha Vida, com todos aprendo... sejam eles que Quem forem... estejam eles Onde estiverem...
Consciente da minha pequenez, partilho-as convosco...

Este blog é uma produção independente, começou no final de 2014 e inclui também as mensagens recebidas desde 2007 por psicografia e psicodigitação desde Maio 2016 na AELA / Setúbal / Portugal - www.aela.pt / Facebook: AELA - Associação Espirita Luz e Amor.


Conselho Prático

13 de maio de 2016

De Arrependidos - "Fui louco" - 12.05.2016

Psicodigitação recebida na AELA

Resultado de imagem para grãos de areia ampliadosAi… Ai… doi-me a alma…. Tanto tempo perdido… Para além de tempo perdi amores, fiz desamores e arranjei inimigos para a vida e para a morte…. Sendo todo pimpão, julgando-me a mim senhor do universo, espezinhei a tudo e a todos… e hoje vejo-me a mim aqui como um grão de areia… a tremer para que não me pisem… olha como as coisas mudam… que sou eu agora, um nada… nem lágrimas consigo verter… já as sequei de tanto que tenho chorado e lamentado a minha triste sorte, por minha culpa, por minha culpa a penas assim a tenho… triste e medonha… mas que fiz eu da minha vida…. De rei e senhor… a grão de areia… nada mais sou… meu Deus… que fiz eu da minha pobre vida?... fechei a porta a todos os que me pediram ajuda, nem uma palavra amiga tive para oferecer a ninguém… tal era a minha soberba… nem os animais gostavam de mim, nem cão nem gato, nem as moscas!... que triste fui, triste morri… sozinho…. Não dei por morrer… terei enlouquecido? Acordo aqui… e aqui tenho estado a olhar, a olhar, não como nem bebo, parecia uma estátua paralisada pelo medo de viver… desespero?medo? Desespero apenas? Que fui eu fazer da minha vida?... assim tenho vivido este estado hipnotizado por mim mesmo, louco… não sei á quanto tempo… olhava, olhei - e nada ver… até que há pouco tempo atrás ,a minha crisálida de verniz se partiu e recomecei a ter consciência do que estava a meu lado… eu não merecia esta Benção… reconheço… tenho a leve impressão de que alguém intercedeu por mim… mas quem? Não fui gentil para ninguém!! Quem me poderá amar assim, para interceder por mim? Não mereço nem o ar que respiro… fui um traste humilhante para todos os que me rodeiavam… a quem posso um dia beijar as mãos e agradecer? Quem acha que eu ainda me posso tornar gente! Quem tem fé em mim? De joelhos agradeço… seja a quem for… um dia quererei agradecer e por esse amor que agora recebo, sem merecer, quero ser melhor… quero pedir perdão a todos a quem já pisei um dia, a todos a quem prejudiquei fazendo mal, ou pura e simplesmente por não ter auxiliado tendo condições para o fazer… quero redimir-me… não poderei viver de outra forma… Peço a Deus a Graça de saber ser grato a quem me dá a mão.

Vou preparar-me para saber viver, um dia voltarei. Vou Viver a sério…

Com gratidão
Silvestre
Na vida