As mensagens que tenho recebido são lições de Amor e Humildade recebidas com respeito e fé como é ensinado na Doutrina Espirita. São apelos constantes à nossa consciência para que todos os dias façamos o nosso melhor, certos de que colheremos o que hoje plantarmos...
Cada um de nós é responsável pelo rumo da sua própria vida, no entanto, nunca estamos sozinhos, nossos Guias / Anjos da Guarda são queridos Amigos, Companheiros e Irmãos mais velhos a zelar por nós, sem nunca esquecer que o primeiro passo tem de ser o nosso...

Sou grata a Todos os que tocam a minha Vida, com todos aprendo... sejam eles que Quem forem... estejam eles Onde estiverem...
Consciente da minha pequenez, partilho-as convosco...

Este blog é uma produção independente, começou no final de 2014 e inclui também as mensagens recebidas desde 2007 por psicografia e psicodigitação desde Maio 2016 na AELA / Setúbal / Portugal - www.aela.pt / Facebook: AELA - Associação Espirita Luz e Amor.


Conselho Prático

11 de julho de 2017

Testemunho de arrependimento: ..."eu vendia um bocado da minha alma…" - 04.05.2017

Psicodigitação recebida na AELA


Ricos e orgulhosos se atiram ás gargantas uns dos outros, para ver quem fica com mais, quem rouba mais….   Pobre e imbecis, o mesmo fazem…. Tudo é igual, ninguém se interessa em partilhar…. Em repartir com quem esteja pior… é mais e mais para mim e só para mim, apenas se repartem as migalhas, mas é, se com isso ainda se conseguir agarrar alguma vantagenzita…  um pobre sempre na esperança de receber mais alguma migalha… aceita rebaixar-se…    e muitos se tornam falsos humildes… apenas aguardam a oportunidade para poder subir, seja à custa de quem for…   eu fui um destes tristes cobardes…   critico muito…. é o meu reconhecimento daquilo que fui e daquilo em que me tornei…   

Durante um tempo, fui sinceramente humilde, verdadeiro e bom trabalhador, fiel! Mas a família foi crescendo, a fome foi rodando, e a tentação de jogar a mão a qualquer coisa que matasse a fome,  era muito forte…  com o passar do tempo, levava sempre um extra a mais daquilo que realmente precisava… “ontem” apenas queria um sofá…  “hoje”, esse sofá já não bom… já queria “aquele sofazão” da loja da cidade…   a velha mesa, a velha cama ainda em bom estado, mas com alguns sinais do tempo…  também joguei fora… queria o conjunto de moveis que mostra na televisão….

Resultado de imagem para vendia a minha almaE assim, por cada coisa desnecessária, eu vendia um bocado da minha alma…  até que cheguei aqui… assim…  de mãos vazias, envergonhado…  sentindo-me culpado por tudo….   

Se tinha saúde, porque não agradeci apenas?  

Se tinha família, para que precisei de mais mulheres, fumo e álcool?

Se tinha o conforto de um tecto sobre a minha cabeça, porque quis parecer o rei do Oriente, se na realidade apenas tinha o que comer?

Toda a verdade se descobre, vem ao de cima, porque fingi ser quem não era?

Acabei sozinho no meu leito… na miséria e sozinho… 

Embora tenha sido triste, nos últimos dias vi e revi a minha vida… eu precisava de estar sozinho, admito que foi duro e triste, mas foi a oportunidade de rever toda a minha vida e entregar-me a Deus…. Expirei no momento em que encarecidamente pedi perdão a Deus…  vi uma Luz forte, contudo sem ferir os meus olhos!!   Reconheci o amor que dela emanava… a calma… a Paz… não me levou para o Céu!  Nem eu me sentiria bem lá, não o merecia. Trouxe-me para aqui á cerca de uma década e aqui tenho trabalhado. Tento redimir-me para merecer entrar “no Céu”.  Não sei de minha família à muito tempo… não os mereço… eu sei…. Não fui bom chefe de família…  infelizmente só o reconheci agora…   espero um dia poder ver revê-los…  Perdi-me a mim e se calhar fi-los a eles perderem-se também….  

Dizem-me que a seu tempo a tudo terei acesso, por “agora” deveria apenas concentrar-me em mim, nas minhas motivações e aspirações.  Só depois de me saber perdoar a mim mesmo, é que poderei encarar todos os que pertencem á minha, às minhas vidas…  Pelo trabalho no centro, vejo muitos mais pior que eu, no entanto durante muito tempo, acho que chorei mais do que trabalhei, não tive muita utilidade, mas não conseguia apagar esta vergonha, este vazio, esta tristeza por ter sido um inútil quase toda a vida… e que exemplo dei a meus filhos…. Como terão sido suas vidas?... como pude eu ter sido tão imbecil? Tão inútil, tão convencido… 

Resultado de imagem para recomeçar a vida do zeroEnfim, nova vida recomeça hoje, tenho fé…. Ainda preciso “das minhas muletas”, dos bons companheiros que aqui encontrei e que tantas vezes me secaram as lágrimas… Com as suas histórias e as suas amizades, lentamente me fui recompondo…   Foram como eu….  Sigo com eles não por merecimento, mas porque sem as suas mãos temo cair de novo na lama….  

Agradeço a Deus as mãos amigas que me têm amparado, peço perdão pela minha pequenez… esqueci ser quem era e pela ganância me perdi… queria ser quem não era, e ter o que o mais rico tinha, por eles rezo também, chegarão aqui ainda mais “endividados” que eu…  usam tolos como eu para conseguirem os seus objectivos quantas vezes, apenas caprichos…, passando por cima de tudo e de todos…  

Chegou a hora, sigo para outras paragens, entendi um outro Centro, um local para trabalho e estudo. Irei reencarnar mais uma vez… talvez em breve…  Que eu consiga ser gente desta vez! Não suporto mais ser o escroque que fui… 

Agradeço o registro das minhas palavras, dos meus desabafos…  nunca pensei que querer riqueza deste jeito, me desse tanta tristeza… 

Até um dia, a trabalhar!
Orbisson
42 anos, Brasil