As mensagens que tenho recebido são lições de Amor e Humildade recebidas com respeito e fé como é ensinado na Doutrina Espirita. São apelos constantes à nossa consciência para que todos os dias façamos o nosso melhor, certos de que colheremos o que hoje plantarmos...
Cada um de nós é responsável pelo rumo da sua própria vida, no entanto, nunca estamos sozinhos, nossos Guias / Anjos da Guarda são queridos Amigos, Companheiros e Irmãos mais velhos a zelar por nós, sem nunca esquecer que o primeiro passo tem de ser o nosso...

Sou grata a Todos os que tocam a minha Vida, com todos aprendo... sejam eles que Quem forem... estejam eles Onde estiverem...
Consciente da minha pequenez, partilho-as convosco...

Este blog é uma produção independente, começou no final de 2014 e inclui também as mensagens recebidas desde 2007 por psicografia e psicodigitação desde Maio 2016 na AELA / Setúbal / Portugal - www.aela.pt / Facebook: AELA - Associação Espirita Luz e Amor.


10 de setembro de 2016

Testemunho de arrependido e de esperança: "No que me tornei..." - 08.09.2016

Psicodigitação - 3ª mensagem da sessão recebida na AELA - 08.09.2016
Olha pá, conversa! Se fosse assim tão fácil ser feliz, ninguém chorava, ninguém matava, ninguém roubava!  Ou  julgas que alguém quer ser um farrapo?  Isso é histórias da carochinha! Achas que Deus se interessa por um zé -ninguém? Achas?  Se se interessa-se não haviam tantos pobres, tantos doentes!  E olha os terramotos, as guerras? porque Deus permite isso? Porquê? É  só gente pobre e triste!  Tanta criança com fome...
 (e chora...)
Se calhar por haver muitos estafermos como eu, egoístas! A pensar apenas na sua bela barriga e na sua satisfação, sem querer saber se se pisa alguém ou não... desde que  não sofressem com isso...  Meu Deus!
 (e chora novamente...)

Resultado de imagem para no que me tornei tristeQue fiz eu da minha vida? Que vai ser de mim?  Quanto ainda terei para pagar?  Que fiz eu da minha vida? Mas que vida!?... Viver é saber respeitar os outros, é saber ser gente! Não fui nem uma nem outra coisa!  Não mereço nem o ar que respiro... até agora, ainda tento parecer uma pessoa de bem, muito sentida com o sofrimento alheio... qual quê?!! Só agora é que me apercebo do mal que fiz... mas é duro mostrar o traste que fui, o crápula que me tornei...  como pode descer tanto ser humano!  Vi mais amor entre os animais do que entre os homens! Como é isto possível?  Que vai ser de mim? como posso continuar a viver? Porque não ME EVAPORO E PRONTO? NÃO TENHO NINGUÉM QUE SE IMPORTE COMIGO!... Já vi o mal que provoquei a muita gente e aos filhos dessa gente, e aos netos...  não suporto viver assim, não sou digno nem do ar que respiro! Óh Deus! Tende piedade de mim!

Nota: Volta a chorar copiosamente... Dois irmãos dos trabalhos vêm ao seu encontro para consolá-lo e ampará-lo.
Dizem-lhe: já todos fomos um dia como tu, também fomos esclarecidos e orientados, e hoje dedicamo-nos ao Serviço Fraterno. O caminho é longo, a nossa recuperação e o nosso entendimento são lentos, mas confiando no Amor de Deus Pai, no Amor de Senhor Jesus, conseguimos alcançar a Paz, aquela que tu agora sentes em nós. Coragem, seremos teus companheiros em mais esta jornada!
Oremos: Deus Pai, nas tuas mãos nos entregamos com fé! Perdoa nossas ofensas e permite a nossa entrada na Tua Casa!

E seguiram para um portão alto para dentro de um espaço ajardinado.