As mensagens que tenho recebido são lições de Amor e Humildade recebidas com respeito e fé como é ensinado na Doutrina Espirita. São apelos constantes à nossa consciência para que todos os dias façamos o nosso melhor, certos de que colheremos o que hoje plantarmos...
Cada um de nós é responsável pelo rumo da sua própria vida, no entanto, nunca estamos sozinhos, nossos Guias / Anjos da Guarda são queridos Amigos, Companheiros e Irmãos mais velhos a zelar por nós, sem nunca esquecer que o primeiro passo tem de ser o nosso...

Sou grata a Todos os que tocam a minha Vida, com todos aprendo... sejam eles que Quem forem... estejam eles Onde estiverem...
Consciente da minha pequenez, partilho-as convosco...

Este blog é uma produção independente, começou no final de 2014 e inclui também as mensagens recebidas desde 2007 por psicografia e psicodigitação desde Maio 2016 na AELA / Setúbal / Portugal - www.aela.pt / Facebook: AELA - Associação Espirita Luz e Amor.


17 de julho de 2016

Testemunho: "Quem tem pedido por mim? - 14.07.2016

Recebido na AELA a 14.07.2016

Ai eu sei lá o que me dói, eu sei lá o que quero, sei lá o que tenho, sei lá o que sou... sei lá para onde vou... estou cansado, muito cansado... muito cansado, já não tenho forças para me erguer, para falar ou para sequer me mexer... estou a "desaparecer" a tornar-me invisível, porque desaparecer já entendi que não desaparecemos infelizmente... nada sou nada fui... nada serei... nada, nada sou...   mas porque não consigo sentir-me de modo diferente?  Onde comecei eu a perder o sentido da vida?  ou será que alguma vez o tive?!!não me faltava nada!! e nada tinha sabor!! via mendigos á chuva muito mais felizes que eu!! tinham um brilho nos olhos que eu nunca tive, um sentido de vida que eu nunca entendi até hoje...  nunca entendi que é abraçando um irmão, dando um pouco de nós mesmos que muito mais se recebe! é um sentimento que até chegar aqui eu nunca tinha entendido... para mim dar , era dar pão! não um pouco de nós em cada sorriso, em cada aperto de mão... e em nada tinha alterado a minha fortuna, dinheiro não me faltava, não era a razão da minha indiferença... também não era soberbo, nem impostor... apenas indiferente a tudo, ao sol, à chuva; ao vento... à vida...   tinha tudo e nunca soube apreciar a vida... existia e continuava a existir... apenas isso!!  não me lembro quando deixei o corpo... diria que estava numa crisalida de cristal, via tudo e em nada cria... nem sei se era ver!!... nada me fazia reagir, perdi a noção da vida... como um insecto no âmbar... aprisionado num cristal...


Ao longe a leve recordação de uma pessoa a dar-me coragem: "querido, segue em frente! estou contigo, estarei á tua espera!!"  como um leve eco, tão distante quanto presente, uma doce contradição que lentamente me fez bater o coração de novo... um batimento por ano diria, depois dois batimentos, depois três... até ao dia de hoje... mas de quem é esta voz?! de tão desconhecida que é, é-me familiar... que contradição!!!  sinto á noite um caloroso abraço... sem ver quem é, sinto-lhe a presença... estou vivo de novo, confuso...  alguém reza por mim desde á muito!!  Minha mãe, seria? será?  mal recordo a sua face... as suas mãos...  seu calor... já passou tanto tempo...  é uma lembrança tão vaga...  estou cansado.. tenho tanto sono.... alguém me espera!?? é isso? alguém me ama... vivo de novo..
Até um dia, preciso descansar, entender... tive sorte... alguém me quer bem mesmo quando eu nada ofereci... foi preciso toda a minha vida para chegar aqui e neste momento ser grato por um carinho que nunca soube agradecer nem reconhecer... uma vida desperdiçada... como fui eu perder o sentido da vida... até breve, um dia, se poder aqui, vou para o hospital descansar, meu Deus, estou vivo de novo!!! agradeço a caridade.

                           (segue para o seu plano espiritual comovido com a assistência e carinho que agora 
                           recebe dos irmãos espirituais e socorristas aqui presentes nos trabalhos)