As mensagens que tenho recebido são lições de Amor e Humildade recebidas com respeito e fé como é ensinado na Doutrina Espirita. São apelos constantes à nossa consciência para que todos os dias façamos o nosso melhor, certos de que colheremos o que hoje plantarmos...
Cada um de nós é responsável pelo rumo da sua própria vida, no entanto, nunca estamos sozinhos, nossos Guias / Anjos da Guarda são queridos Amigos, Companheiros e Irmãos mais velhos a zelar por nós, sem nunca esquecer que o primeiro passo tem de ser o nosso...

Sou grata a Todos os que tocam a minha Vida, com todos aprendo... sejam eles que Quem forem... estejam eles Onde estiverem...
Consciente da minha pequenez, partilho-as convosco...

Este blog é uma produção independente, começou no final de 2014 e inclui também as mensagens recebidas desde 2007 por psicografia e psicodigitação desde Maio 2016 na AELA / Setúbal / Portugal - www.aela.pt / Facebook: AELA - Associação Espirita Luz e Amor.


10 de outubro de 2015

Irmão descrente - 27.09.2015

Psicografia recebida a 27.09.2012 na AELA.

Resultado de imagem para mãe espera-me

É pá caí,  por ali abaixo, nem sei como comecei, nem sei como parei, apenas sei que vim por ali abaixo… Não percebo nada, mas onde é que me encaixo? Para onde vou, para onde vou? Que é de mim agora? Como vou daqui para fora? Tanto barulho, tudo sujo, tudo escuro? Não sei se é escuro ou sujo? Não, é só escuro! Mas porque está tão escuro? Que fazem aqui? Estão a dormir? Palram, palram, segredam, que fazem aqui também já morreram? Então porque estão sentados e eu não? Mas quem manda aqui? Rezam, segredam, ora gritam! Já sei que morri, já percebi já sei que uns vão e outros ficam! Pois ficam e voltam a ficar, mas não são obrigados? Porquê? Para quê? Dizem-me para aprender? Aprendo a ler? Aprendo o quê? Às escuras? Não entendo onde vim parar, nem como vim! Isso então ainda é mais esquisito!

  (tentei explicar a assistência que se dá ás entidades que ali chegam)

A minha mãe espera-me! Espera-me? Não a conheci, não a conheci… 

(entidade chora)

Obrigada, voltarei para vos agradecer!

Obrigada.
 
Um irmão , até aqui descrente